O Quinto Beatle – A História de Brian Epstein

DSCF3195

  • Título: O Quinto Beatle – A História de Brian Epstein
  • Autor: Vivek J. Tiwary
  • Ilustrador: Andrew C. Robinson e Kyle Baker
  • Editora: Aleph
  • Número de páginas: 167
  • Ano de lançamento: 2014
  • Nota: 5 estrelas

Sinopse: “se existiu um quinto beatle, ele foi o Brian.”  Em 1961, Brian Epstein, 27 anos de idade, entrou em um porão úmido de Liverpool para ver uma banda de rock desconhecida tocar – e nosso mundo mudou para sempre. O Quinto Beatle é a história real e nunca contada de Epstein: um conto sobre um visionário  genuíno que descobriu, empresariou e guiou os Beatles a um estrelato internacional sem precedentes, reescrevendo as regras da indústria da música pop no processo.

Sou fã assumida de Beatles desde o início da minha adolescência. Talvez até antes eu já tivesse tido contato com as músicas deles e não me dei conta, visto que meu pai também é muito fã. Os anos foram passando e eu fiquei cada vez mais interessada em ler sobre a história dos meus ídolos, não só ouvir as músicas. O Quinto Beatle é uma HQ fantástica que vai trazer a história do primeiro empresário da banda inglesa que conquistou o mundo.

DSCF3190 DSCF3175

Eu esperava uma história boa, mas acabei me surpreendendo bastante. Não conhecia praticamente nada sobre o Brian, e essa HQ trouxe a trajetória do empresário desde o dia em que descobriu os Beatles até a sua morte. Temos uma análise profunda da personalidade e dos anseios desse homem tão ambicioso. Brian não esperava apenas o sucesso, ele queria muito mais. Por mais discos que a banda vendesse, por mais shows que fizessem e por mais fãs que tivessem, nunca era o suficiente. Acompanhamos a carreira dos meninos e ao mesmo tempo a degradação do estado de saúde de Brian, que precisava cada vez mais de remédios para lidar com problemas de ansiedade causados pela busca interminável pelo estrelato e a luta com sua sexualidade- pois se assumir gay naquela época era estritamente proibido.

DSCF3194 DSCF3181

A história é repleta de simbologias muito bonitas e o roteiro trás narrações quase poéticas. As cenas finais me comoveram bastante. Uma das simbologias que mais gostei foi a personagem Moxie, que é assistente de Brian, pois acabamos nos questionando se ela é real ou apenas uma representação da ambição.  Terminei a história apenas com vontade de agradecer a esse homem por todas as suas realizações, pois acho que não existiria Beatles sem Brian. Eles estavam interligados de uma forma inexplicável.

A arte da HQ é muito bonita e cheia de cores. Muitas vezes me peguei olhando por vários minutos para a mesma página, apenas admirando os desenhos. Nesse momento, estou aplaudindo Andrew Robinson de pé. Como disse antes, o roteiro é muito bem elaborado, engraçado nos momentos certos, dramático em outros e poético nas cenas finais. Indico essa história para qualquer beatlemaníaco.

DSCF3182 DSCF3197

Até mais! /Jadeh

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s